quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Superar-me foi a palavra-chave em 2014

Ano 2014 foi o ano em que me esforcei consecutivamente para superar o que já tinha feito anteriormente. Foi um autentico virote tal, que publiquei várias vezes este poema  

Viro? Me viro!
"Não sei se viro menina, se viro mãe, se viro todas.
Se viro artista, se viro vento ou viajante.
Viro santa ou viro doida.
Quem sabe viro onça, viro a mesa, viro o jogo, viro a página, viro a vida do avesso e viro outras.
Sim, eu me viro."

Aceitei muitos e grandes desafios, fui mãe, professora, presidente, formadora, coautora de manuais, professora bibliotecária, escrevi e publiquei artigos, fiz comunicações sem fim, em cada um deles preparei-me, pesquisei, analisei os dados, estudei a lição, argumentei, lutei pelos objetivos e por representar bem cada um deles, tentei superar-me e muitas vezes superei-me. Apesar da crise foi um ano repleto de tudo um pouco. 

Para 2015 desejo saúde e trabalho, salpidados com uns pozinhos de sorte e perseverança para que possamos ser construtores e protagonistas do nosso próprio caminho. São os ingredientes, que a meu ver, nos permitirão levar a ponto de rebuçado os nossos projetos pessoais e os projetos e missões que nos confiaram. 


Obrigado a todos os que me ajudaram a construir o ano de 2014.